Maria Fernanda

Apenas se precisa de tão pouco para sustentar uma alegria, mas mesmo assim com toda sua racionalidade, o homem complica tudo e age irracionalmente com seus próprios semelhantes. Tratando-os com desprezo, numa repulsa que não combina nada com o que viemos plantar nesse universo, que poderia ser maior em amor e solidariedade. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

sábado, 10 de setembro de 2016

Amigão



Amor é uma palavra grandiosa que modela a tristeza,
a solidão, o enfermo.
Sinto tanto amor em mim.
Hoje pela manhã antes do trabalho, fui numa igreja pertinho de lá. Ela estava fechada e um pássaro pousado no chão. Ele ia até a porta e voltava. Parei debaixo de uma árvore, sentei e fiquei observando a ave. Talvez fosse Deus ali, vendo sua casa fechada e seus filhos de fora querendo conversar com ele sem poder entrar.

Talvez tivessem feito ele também sair dali por isso.
Sei que podemos falar com Deus em qualquer lugar, mas ali é onde as pessoas o louvam, deveria ficar de portas abertas todos os dias. Eu era uma dessas pessoas que foi buscar me sentir aconchegada em sua casa, mesmo sabendo que ele sempre está próximo de todos os seus filhos eu quis entrar, sentar e bater um papo com ele lá no templo.
Então fiquei observando...

A ave ficou fazendo aquele mesmo gesto algumas vezes, e depois voou e foi para a árvore que eu estava.
Então eu disse Deus é você? Nada.
Se estiver por aí me abraça?
Caiu uma pequena semente em minha mão.
Peguei a semente, abri mais minha mão e fiquei olhando para ela.
Deus me desculpa, eu não tenho esperiência para muitas coisas e quando escuto um palavrão fico tremendo inteira, isso é fraqueza né? Não quero mudar meu jeito de ser, nem tão pouco aprender a julgar, por isso, se você for essa ave, me ajude a entender o que se passa com algumas pessoas ou comigo.

Estou muito triste, não ligo para formalidades, me visto com simplicidade, sou correta em meus afazeres, mas há alguns que não estão satisfeitos com isso e eu não sei como fazer diferente.
Ajude-me, por favor. Estou sem vontade de entender que pessoas mudam, mas aprendi que mudam.
Sei que sou inexperiente  demais para enfrentar o egoísmo e a inveja.
Quero te dizer que meu amor nunca morrerá e sei bem isso, mas é pesado e me dói muitas coisas que sabes bem o que é.

A ave voa bem rápido, rumo ao céu e eu a sigo com os olhos, ela voa livre e feliz. Meu coração se alegra e percebo que o amor que sinto é maior que qualquer tristeza.
Eu tenho um tesouro valioso que carrego comigo, sei amar.
Ninguém pode tirar isso de mim, é a minha semente, eu devo plantar independente de qualquer coisa.
Deus falou comigo do jeito mais bonito e eu entendi.
Mesmo que me joguem toda a crueldade do mundo, ninguém terá o poder de me ferir, só se eu deixar, e eu não deixo.

Seguro uma lágrima na minha mão e depois outra e outra.
Cada uma delas é de fraqueza e fortaleza.
Já diz no livro sagrado, “quanto mais eu sou fraca mais eu sou forte”.
Não há maus talvez.
Boba é quem acha que pode destruir um coração que ama, minha história representa tudo de mais lindo que já pude averiguar, tenho orgulho de mim, um orgulho simples e bobo.
Mas amanhã é outro dia, e vou mostrar como sempre mostrei que pagamos com amor principalmente o mal que nos fazem.

Meu caminho não se confunde, ele é logo ali, guiado por meu coração porque não existe outro caminho melhor para seguir.
Sento outra vez na varanda e lembro que gosto de abraço apertado.
Então como estou sozinha, abri meus braços e me abracei, mas ali senti que os braços eram daquele que me conhece por dentro e por fora. E num sussurro da brisa escuto.
O amor é eterno e disso eu já sabia.
Olho para o céu e digo: Obrigada amigão!
______________
Maria Fernanda
Imagem: Minha

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

União



Sou apenas alguém que procura entender as miudezas da vida.
____________________
Se encantar com nuvens, pôr do sol, chuva caindo lá fora e fazendo um barulho tão gostoso de ouvir é puramente extraordinário .
Observo o cantar dos passarinhos querendo expressar sua gratidão a Deus.

Sabe?
Não me seduzo com supérfluos.
Porque meu coração necessita de importâncias.
Olho nos olhos do BEM e ele é muito específico.
Estrelas iluminam, o perfeito é base, o amor é tudo isso junto e mais um pouco.
Me digo isso todos os dias.

Os puros, ou os que não planejam são mal interpretados.
O mundo que a gente vive está cheio de confusões, a paz está definhando em cada canto desse mundo. Então por que não começamos a plantar um mundo novo dentro de nós? Começar jogando fora a maldade e o orgulho. Para que essas mazelas? Para que pisar nas fragilidades alheias?
Se até ao pensar o homem erra, porque nenhuma escolha está isenta de erros, é assim que caminhamos na gleba. Ou você acha que quem está aqui é perfeito? Se fosse assim estaríamos no céu e não debaixo dele.

Não precisa ser um problema o analfabeto que começa a conhecer as palavras e sente necessidade de se expressar. Seja lá como for ele tem o direito de dizer o que pensa, mesmo que os olhos, ou ouvidos dos sábios sintam asco pelo erro de português, ou a maneira de expressar de quem está começando a aprender, ou nem teve antes esta oportunidade. O que deveria ser motivo de vergonha nas pessoas é a falta de respeito, pelo seu semelhante e por ele próprio.
Não precisa ser um problema o mendigo nas calçadas, que não tem para onde ir e a sociedade já o taxou de vagabundo. Há tantas vezes por detrás de uma dor o que nós não conhecemos e no entanto julgamos.

Não precisa ser problema os idosos, que depois de terem lutado por uma vida digna por seus filhos, não tenham o direito de ter uma idade avançada digna e cheia de amor e carinho desses mesmo filhos, que ao invés de pelo menos retribuirem o afeto que ganharam ainda se achem no direito de sentirem-se vitimados pela circunstância quando os pais adoecem, ou chegam no limite de suas energias e precisam deles para seguirem em frente. Isso realmente é um problema? Me diga lá! Filhos não escrevam uma história de vida que envergonhe sua consciência no futuro.

Não precisa ser um problema, os orfanatos cheios de crianças carecendo de carinho..., mas são escolhidas como se fossem um pão numa padaria, ou um pedaço de carne num açougue. Lá dentro há crianças sofridas, crianças que tem um coração batendo, e um almejar grande em ter um lar, um pai, uma mãe, uma família.

Nada que nos cerca na verdade deveria ser um problema, se a união fosse maior, se nos olhássemos com humildade. Se fossemos mais simples em nossos atos banais.
O tempo passa, as coisas mudam, ganham dimensões ou não. O fato é que a bondade está detrás da porta e a coragem sente vergonha de ser vista. E esperamos ser compreendidos e ouvidos em nossas orações, quando nem uma palavra soa com real franqueza diante de Deus.
Enquanto houver qualquer preconceito, ou conceitos bobos diante de coisas que merecem ser vistas de pé como o Hino Nacional que cantamos. Falar não satisfaz, eu sei.

Por isso continuo seguindo e fazendo o que acredito.
Nada iria mudar se as sementes não fossem plantadas.
Mas juntos plantamos todos os dias as nossas.
No entanto a consciência de cada um é que atira a primeira pedra.
___________________-
Maria Fernanda
08/09/16
Imagem: Net

domingo, 4 de setembro de 2016

Natureza

 
Domingo dia de Fernanda e turminha rsrs.
Combinamos um domingo bonito para nós.
E foi no jardim plantando e colhendo rsrs.
Como me sinto? Saudosa e vivaz.
 


 
Agora perceba a menina que eu guardo aqui dentro,
brincando com a sensatez que há em mim cá fora.
É uma troca bonita não achas?
E olha esse jardim que lindo e simples.

Essa mãozinha do meu pai  me ofertando
 uma goiaba é um charme né?



Vida se te pareço moleca às vezes, é para colorir melhor os dias cinza.
Gosto de gargalhar, de apreciar o céu,
 me encantar com o sol quando ele acorda
e quando vai dormir.
 
 
Vês? O domingo também foi assim.
Maravilhoso e terno.
Sou eu, aquela que ri, que sonha, que se encanta com a beleza herdada da natureza, sou flores com cores, de todos os perfumes.
Essência, coração, interior, tudo em vastidão SOU!
 
♥♥
 
Maria Fernanda
Imagem: Minha

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Primavera


 
Meu coração está tão sensitivo. Ainda corro atrás de uma esperança, que não é mais verde, que não tem mais cor. Hoje ela é apenas um pontinho desbotado que ainda persiste não sei onde. Setembro chegou enfim e eu fiz mais uma primavera.
 
Maria Fernanda
Imagem: Net